INFOGRAFÍA: Los 6 peores mitos de la alimentación

INFOGRÁFICO: Os 6 piores mitos da alimentação

Segue-me no Facebook

Aqui você encontra artigos interessantes, reflexões e conselhos úteis que não compartilho no outro lado.

×

Siga-me no Instagram

Gostaria de ver o que se passa por trás da tela? Só no Instagram compartilho momentos pessoais e inéditos que não consegue encontrar em nenhum outro lado.

×

Siga-me no Pinterest

No Pinterest compartilho todos os seus conteúdos favoritos em forma visual. Receitas saudáveis, Rotinas de Exercício e Downloads Gratuitos. Não perca!

×

Siga-me no YouTube

Receba as minhas melhores conteúdos semanalmente em vídeo! Ainda não comecei o meu canal, mas se você se inscreveu agora você receberá um presente exclusivo assim que estiver pronto.

×

).

Talvez você também se passou alguma vez. Ouvir ou ler algo sobre determinados alimentos, e ao ver que é uma crença popular, você acaba por acreditar nisso você também.

Muitos mitos da alimentação são iniciados por moda ou por alguém que está tentando vender um produto e busca aumentar a audiência. Além disso, o mais provável é que esse tipo de informação não este apoiada cientificamente.

Minha recomendação é que, sempre que ler algo de uma página ou de uma revista verifique se está apoiada com evidência ou perguntar a um profissional ( especialmente se você soa como mágica).

No entanto, a melhor forma de alcançar uma educação nutricional efetiva e verdadeira é o compartilhamento de informações de qualidade como este INFOGRÁFICO e melhorando seus .

Leva apenas 2 minutos todos os 6 mitos mais populares sobre a alimentação e a verdade por trás deles:

Infografia mitos de la alimentacion

E tu o Que mitos conhece? Compartilhe comigo a sua resposta nos comentários.

O que você precisa saber

As porções excessivas de pão SE engordam.

  • O mito: Quando você come carboidratos, como pão ou massa, seu corpo converte imediatamente em açúcares, os quais invariavelmente são armazenados em forma de gordura no abdômen.
  • A realidade: Os carboidratos como pão, macarrão, arroz ou massa de per se, não se transformam em gordura, As calorias adicionais, se o fazem, quer se comem na forma de carboidratos, gorduras ou proteínas. O problema não é a massa ou o pão, mas as enormes porções consumidas no total.
  • A evidência: foi observado que quando se incluem os hidratos de carbono como parte de uma dieta normal, o risco de obesidade é menor ().
  • Recomendação: Comer pão, massa, arroz ou batatas em porções moderadas. Estes, se forem de grão inteiro, contêm mais fibras, vitaminas e minerais que os brancos. Há que limitar a quantidade de carboidratos refinados, como pães industrial.

Os ovos NÃO aumenta o colesterol e não são ruins para o coração

  • O mito: Os ovos contêm tanto colesterol que este pode passar para o sangue. Desencadeando problemas cardiovasculares graves.
  • A realidade: Os ovos contêm 211 mg de colesterol. A vantagem é que não é absorvido devido a uma substância presente e, além disso, o corpo tem a capacidade (sem doença), regulando-fabricando menos colesterol.
  • A evidência: Os estudos demonstraram que os ovos aumentam o “bom colesterol” e não aumentam o risco de doenças do coração ().
  • Recomendação: Se a sua alimentação é pobre em gorduras saturadas e gorduras trans. O consumo de ovos diário não prejudica os seus níveis de colesterol e, pelo contrário, poderá aproveitar os nutrientes essenciais que ele contém.

O açúcar mascavo é mais saudável do que o açúcar normal

  • O mito: O açúcar mascavo é mais saudável do que o açúcar branco.
  • A realidade: O problema não é a apresentação dos açúcares, mas também as grandes quantidades que são consumidos. Até mesmo o xarope de alta frutose é quimicamente quase idêntico ao açúcar de mesa (branca ou morena). Pelo que os seus efeitos sobre o corpo, sobre os níveis sanguíneos de insulina, glicose e / ou triglicérides também são praticamente os mesmos.
  • A evidência: Quando consumido em excesso, o açúcar pode causar problemas metabólicos graves (–).
  • Recomendação: A recomendação diária é de 4 a 6 colheres de chá de açúcar por dia (em qualquer apresentação)

As calorias durante a noite NÃO engordam mais

  • O mito: Se, como após as 8:00 da noite, essas calorias serão armazenados em minha cintura.
  • A realidade: As calorias são calorias, não importa a hora nem o dia de seu consumo. O que realmente importa é a quantidade que está comendo ao longo do dia.
  • A evidência: Não há evidência de que a perda de peso é alterado pela frequência de refeições ou o horário consumido ().
  • Recomendação: As calorias que você precisa variam de acordo com a sua idade, peso e atividade física. Não é uma regra para todos (consulta a um profissional de saúde). Jantar alimentos leves (com mais proteína), mas em porções normais, é uma boa idéia para conciliar o sono.

Um suco NÃO é necessário para detoxificar o seu corpo

  • O mito: Os sumos de legumes e frutas conseguem eliminar as toxinas prejudiciais e até mesmo eliminar a gordura para perder peso
  • A realidade: Um organismo saudável tem a capacidade de eliminar essas toxinas através dos rins, fígado, pulmões e pele. Não há evidência de que um suco faça este trabalho de forma mais eficiente.
  • A evidência: Não há nenhum estudo científico em humanos que verifique a eficácia de uma dieta detox obtida a partir de sucos de certos alimentos ()
  • Recomendação: Incorporar frutas e vegetais em sua alimentação é saudável. Mas, não forneça esta abordagem détox e cuida das porções de frutas no suco.

Os produtos com baixo teor de gordura NÃO se ajudam a perder peso

  • O mito: Se eu comprar um produto light ou com baixo teor de gordura posso comer sem engordar e sem arrependimentos
  • A realidade: Os alimentos baixos em gordura continuam tendo calorias. De forma que, se as porções que são consumidas são excessivas, também afetarão o seu peso. Além disso, muitos dos adoçantes contidos nestes produtos light podem sabotar seus esforços de perda de peso.
  • A evidência: A informação nutricional dos produtos nem sempre é corretamente entendida pelo consumidor ()
  • Recomendação: Cuida das porções dos alimentos, sem importar a sua versão.

Este artigo foi enviado primeiro para os assinantes.

Cadastre-se GRÁTIS e receba o seguinte artigo antes de mais ninguém. Além de receber conteúdos e benefícios exclusivos que só você pode saber mais por e-mail.

13 Comentários:

Deixe um comentário

Este site usa o Akismet para reduzir o spam. .

  • Olá, Tania.

    A mim disse-me a minha médica que evitasse na medida do possível, os produtos enlatados, que consumi-los frescos é muito mais saudável.

  • Olá Tea!

    Seu médico tem toda a razão. Nada se compara com um alimento fresco.

    Como qualquer desvantagem de ser um alimento processado, os enlatados contêm conservadores. Por tudo isto, alguns nutrientes podem ser perdidos, enquanto que outros se tornam muito mais disponíveis.

    A vantagem que têm é a comodidade e facilidade de uso. Isto consegue incentivar as pessoas a comer mais legumes e potencialmente menos “fast-food”.

    Sempre que se possa consumir alimentos frescos. Os enlatados são uma boa opção a ter.

    Um abraço,
    Tania

  • Muito interessante, obrigado por compartilhar

  • Olá Carolina!
    Muito obrigado a você por ler
    Um abraço

  • Bastante interessante, pela minha parte, eu tenho vários anos em esportes de contato e atualmente tentando estética em meu corpo e que se eu ouvi o que você descreve. O ovo se que o tenho experimentado já fazendo análise de sangue depois de 6 meses de treinamento para o volume muscular”, e não houve nenhuma grande alteração; a parte das calorias à noite tenho por lá algumas dúvidas, por minha parte, atualmente encontro-me na fase de perda de gordura e eu não me correu muito bem com o consumo de pão à noite, diz-se que deve consumir proteína e “carboidratos fibrosos” para ajudar o corpo a não acumular a energia que não consome durante a noite (eu tenho dúvida sobre isso, já que em algum lugar eu li o metabolismo durante a noite também trabalha), estou a testar este mês, vamos ver. Quando de suco falamos acho que consumimos mais açúcar que quando comemos da fruta completa; uma laranja, por exemplo. O último ponto, gostaria de contribuir com minha experiência, já que no meu país (Portugal) marketing joga muito com as pessoas quando te vendem produtos com o tipo de lendas “light”.
    Bom, agradeço a informação (que o açúcar mascavo não sabia), como sempre muito interessante, para todos importante saberla 🙂
    Saudações.

  • Olá Diego
    Muito obrigado pelo seu comentário.

    Sobre as calorias noturnas. O ideal é distribuir as calorias ao longo do dia para jantar mais leve (proteína). Simplesmente trata-se de aproveitar essa energia ao longo do dia quando está mais ativo. Se está seguindo um plano de alimentação supervisionada por um profissional, estou de acordo.

    Também é verdade o que você mencionou sobre os sucos. Para fazer um suco requer muitas frutas, o que aumenta o seu teor em açúcares. Sempre recomendo que você adicione legumes no suco.

    Um abraço e obrigado por ler.

  • Olá, não conhecia esse blog.. muito bom informações, parabéns!

  • Oi Paulista!
    Muito obrigado por ler, fico feliz que goste.
    Um abraço

  • De acordo em muitas coisas, mas definitivamente NÃO é igual consumir açúcar mascavo ao refinado, e muito menos o xarope de frutose ou a outros xaropes. A esta evidência. Em estudos feitos pelo T. Collin Campbell Center for Nutrition Center, artigos mostram a alteração intestinal com o consumo não só de açúcares refinados, mas de produtos light, zero, baixos em calorias, dietéticos, ou com adoçantes substitutos do açúcar mascavo (aspartame, xaropes, sacarina, sucralose, mesmo stevia), podendo alcançar em sujeitos que fizeram parte de estudos níveis próximos ao termo definido como pré-diabéticos. Anexo um dos estudos.
    Quando você encontrar o outro publico aqui mesmo.

  • Olá Lalo!

    É verdade, deve-se aprofundar mais no tema. Por que teria que ser um artigo exclusivamente sobre as implicações e diferenças de açúcares.

    Como bem dizes, alguns açúcares, têm mais ou menos impacto em algumas partes do corpo do que outros.

    No entanto, o objetivo deste artigo é conseguir criar uma consciência de medir as porções de açúcares (que sejam). Porque, embora alguns possam ter efeitos mais graves do que outros, mas nenhum efeito por excesso de açúcares, é positivo.

    O açúcar mascavo e o branco, são quimicamente muito parecidos. As calorias que contribuem são as mesmas.

    Quanto às diferenças nutricionais: o açúcar branco é, na verdade, um 99,9% de sacarose pura, enquanto que o açúcar mascavo é de 97% de sacarose, 2% água e 1% de outras substâncias. Uma colher de chá de açúcar branco contém 16 quilocalorias, enquanto que uma colher de chá de açúcar mascavo tem 17 quilocalorias. O melaço de açúcar mascavo tem alguns minerais, como cálcio, potássio, magnésio e ferro, mas estão em muito pequenas quantidades, por que não influenciam os níveis no corpo.

    Muito obrigado por ler!
    Um abraço,

  • É certo que também vai depender da pessoa a que se refira, há pessoas (do estudo) mais propensas a alcançar esses níveis talvez pelo histórico de diabétes em sua família. Eu sempre disse que as pesquisas lhe dão um panorama, não se pode confiar 100% por que sempre haverá variáveis que muitas vezes não são levados em conta ou se deixam um pouco de lado 😉
    Uma coisa interessante é o que há Tania de conscientizar as pessoas que lêem este blog) em racionar a comida (neste caso o açúcar).
    Muito bom aporte para o estudo.
    Saudações.

  • Olá Diego!

    Obrigado por seu comentário e por ler.
    Verdade o que dizes. A ciência evolui e os resultados das pesquisas podem variar.
    Se você não é profissional da saúde, mas interessa-lhe de comer bem. É melhor ficar com algo fácil de se aplicar à sua vida diária (como racionalizar as porções).

    Um abraço,

  • Categorias:

    Habitualmente:

    Sobre Tania Sanz:

    Empreendedora, escritora, nutricionista e apaixonada pelo esporte. Minha missão é ajudá-lo a melhorar seus hábitos e transformar sua vida.

    Os suscritores recebem cada semana grátis minhas melhores dicas e estratégias baseadas em evidência científica sobre temas como , e parar .

    © 2014 – 2018
    mude sua mente, mude seus hábitos, mude sua vida

    Cariños
    1,198

    Clique aqui para dar um gosto:

    ×

    Põe o teu primeiro nome e o seu e-mail para receber minhas atualizações GRATUITAMENTE!

    Não te mandar Spam nunca. Apenas informações úteis. Pode desisitir da newsletter em qualquer momento.

    ×

    Gostaria de saber como
    mudar seus hábitos e melhorar a sua vida?

    (Sem motivação, disciplina ou força de vontade)

    Qual o e-mail te envio os 3 vídeos grátis?

    Só recebe informação util e você pode cancelar quando quiser com apenas um clique.

    ×

    50% Concluída

    Receba GRÁTIS Meu Curso De 3 Vídeos Para Mudar Seus Hábitos E Transformar Sua Vida

    ×

    About the Author